terça-feira, 9 de agosto de 2011

OFICINA DE CRIAÇÃO LITERÁRIA

A programação de lançamento do primeiro Festival de Inverno de Pelotas, já está quase no final. São exposições, saraus, shows, apresentações teatrais e oficinas. Toda a programação com preços populares e em vários locais da cidade.
Então, a oficina que propus, de Criação Literária já está acontecendo e compartilho um pouquinho da literatura lida durante a tarde de hoje. Amanhã tem mais!
Do livro: Memórias Inventadas de Manoel de Barros, poeta que encanta.

IX - O apanhador de desperdícios

Uso a palavra para compor meus silêncios.
Não gosto das palavras fatigadas de informar.
Dou mais respeito às que vivem de barriga no chão
Tipo água pedra sapo.
Entendo bem o sotaque das águas.
Dou respeito às coisas desimportantes
E aos seres desimportantes.
Prezo insetos mais que aviões.
Prezo a velocidade das tartarugas mais que a dos mísseis.
Tenho em mim esse atraso de nascença.
Eu fui aparelhado pra gostar de passarinhos.
Tenho abundância de ser feliz por isso.
Meu quintal é maior que o mundo.
Sou um apanhador de desperdícios:
Amo os restos como as boas moscas.
Queria que a minha voz tivesse um formato de canto.
Porque eu não sou da informática
Eu sou da invencionática.
Só uso a palavra para compor meus silêncios



Oficina de Criação Literária – Escrever com prazer: estimulando nossos sentidos.
Dias 09 e 10 de agosto, de 14:00 as 17:00, no Instituto Leda Bacci – Felix da Cunha, 857 – Pelotas.
Mais informações no blog: festivaldeinvernodepelotas.blogspot.com

2 comentários:

Coloque seu tempero aqui: